terça-feira, 22 de maio de 2012

Flores


" Sempre há flores para aqueles que querem vê-las. "

Henri Matisse

8 comentários:

  1. Por mínima que seja, as vemos se quisermos!! Lindo! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. olá Yves. Gosto muito de flores...elas encantam, alegram e nos inspiram. Não precisam nem ter perfume...basta ver as florzinhas de beira de estrada, simples, sem perfume, mas que têm uma beleza toda especial.

    Bjos.
    :)

    http://baudaarteira.blogspot.com/
    http://gotasdesimplicidade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Ola, Yves!
    Que florzinha mais fofa, pequenininha mas com grande beleza!
    Bjs
    http://chacrinharosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Querida Yves!
    Que bom que você já se recuperou e voltou à postar... Senti a tua falta,pois sabes que sempre fico contente com as tuas carinhosas visitas, mas só agora soube que vocês estavam dodói... Graças à Deus que agora está tudo bem! E desde que chegamos de viagem, também tenho andado meio enrolada e com pouco tempo livre para o computador... Coisas da vida,minha amiga!
    E quanto às flores, querida Yves, sempre digo que elas são acima de tudo, lindos presentes de Deus na nossa vida!
    Beijo grande pra ti!!!
    Teresa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças à Deus nos recuperamos e aos poucos nossa vidinha está voltando ao normal. Obrigada pelo seu carinho amiga.
      bjus!
      yves

      Excluir
  5. È verdade ,flores e espinhos estão por todo lado ,mas se só querermos ver flores então veremos flores,deixamos os espinhos de lado,beijos

    ResponderExcluir
  6. Que florzinha meiga!
    Bjssssssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  7. Belo! Ponto pra esse post
    e também por todo o conteúdo
    do blog! Abraço

    ResponderExcluir





O trabalho apresentado no blog NÃO é de minha autoria.
Todos os moldes, pap's e etc foram tirados da net, de sites que os disponibilizavam sem quaisquer ônus.
Caso alguém se sinta lesado pela não citação da autoria, basta fazer contato que damos os créditos ou tiramos do ar.